Futebol em Macaé

Engenhão

Guilherme Kroll

O futebol macaense quer fazer história, nesse final de semana, no Engenhão. O Macaé Esporte joga, amanhã, no Estádio Nilton Santos, contra o Vasco, querendo estragar a festa da estréia do Luis Fabiano.   

Hoje, no Estádio Expedicionário, em Macaé, quem fez história foi o Engenho F.C.

A Liga Macaense de Futebol demonstrou enorme espírito inovador e agregador, e criou uma nova divisão no Campeonato Macaense Amador. As 8 equipes que disputaram a Série A do ano passado estão garantidas nessa temporada. Nesse sábado, começou uma Fase Seletiva aonde 10 equipes disputam 6 vagas para a fase principal. As demais jogarão a Série B.

O jogo de estréia não poderia conter mais rivalidade. Engenho e Fúria já possuem um longo histórico de confrontos. Para apimentar o clássico, houve um verdadeiro troca-troca de atletas entre as duas equipes.   

O Engenho foi superior e conquistou uma vitória dramática por 3 x 2, acumulando 3 pontos essenciais para o sonho de chegar na elite no seu primeiro ano de disputa.

Mateus Cruz, do Engenho, foi o grande nome do jogo. Dois gols e uma assistência decisiva justificam a análise.

Cruz marcou, de cabeça, o primeiro gol do jogo após cobrança de escanteio do craque Tom. Jacieliton empatou para o Fúria ainda antes do primeiro tempo técnico. Cruz, novamente de cabeça, desempatou logo em seguida. No início do segundo tempo, Lucas Portugal, do Fúria, recebeu seu segundo cartão amarelo e foi expulso do campo.   

Aos 30 minutos da segunda etapa, Cruz teve condições de marcar seu terceiro gol no jogo, mas preferiu rolar para Marcelo Luz marcar.

Quando parecia que o jogo estava decidido, Jonathan Alves diminuiu para o Fúria, mas o placar terminou em 3 x 2 para o Engenho.

Mateus Cruz, que se transferiu do Fúria para o Engenho nessa temporada, estava eufórico após o jogo. “Agradeço a diretoria do Engenho por confiar em mim. Fiz dois gols de cabeça. Tenho facilidade para cabecear. No terceiro gol, o goleiro saiu com tudo na minha direção. Pensei que era mais fácil rolar para o Marcelo marcar”.   

“Falam do Fla x Flu, mas Engenho x Fúria também foi criado 5 minutos antes do nada. É um grande clássico. Houve muita provocação no facebook e no whatsapp. Isso colocou um tempero especial na nossa conquista”, declarou Adriano Freitas, técnico do Engenho. “Dedico essa vitória ao Jadson, nosso presidente. Ele está embarcado, mas estava no zap após a meia-noite. Ele confia no meu trabalho”.

 

 

Um comentário

  1. Maxsuel ( Fúria)

    12 de março de 2017 at 01:46

    Foi um jogo digno de uma Final de Campeonato, as duas equipes buscando jogo sem medo de ir ao ataque,saímos com a derrota na estréia mas sabemos que temos capacidade de buscar essa classificação ainda é vamos atrás desse objetivo, parabéns pela matéria, parabéns a Liga Macaense de Desportos pela chance que deu a todos os times Amadores, vimos hoje um estádio cheio de famílias torcendo, é isso é lindo demais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful