Futebol em Macaé

Bonsucesso 0 x 1 Macaé Esporte – O Passo S… Segundo, Sofrido, Suado, Seguro, Sensacional

“Um time para ser campeão tem que saber sofrer”. Essa frase foi dita pelo super-técnico Josué Teixeira na preparação da equipe do Macaé Esporte para a Primeira Fase do Campeonato Carioca 2018. E no jogo contra o Bonsucesso, quarta-feira passada em Bacaxá, o time macaense demonstrou seu enorme caráter.

Mesmo jogando com um jogador a menos em grande parte do segundo tempo (o volante Anderson foi expulso ao levar seu segundo cartão amarelo), os comandados do professor Josué Teixeira demonstraram aplicação tática, atuaram com segurança, tiveram no goleiro Andrey uma retaguarda fundamental para a vitória, obtiveram a segunda conquista em igual número de jogos disputados, e assumiram a liderança da fase que vai determinar quais equipes atuarão em busca do título máximo da competição.

O goleiraço Andrey (campeão mundial sub-20, com a Seleção Brasileira) mereceu elogios de todos os presentes no estádio do Boavista.

O lateral-direito Marcelo anotou, de falta, o único gol do confronto.

A zaga, composta por Admilton e Luis Felipe, teve uma atuação segura e memorável. Charles, Lepu, Accioli (que entrou no segundo tempo, e demonstrou uma atitude exemplar), Matheus Oliveira e Alex foram outros grandes destaques na sensacional vitória macaense.

O próximo passo do Macaé Esporte será dado em Cabo Frio, dia 6 de janeiro. A volta do craque Pipico pode ser a grande novidade do lider do campeonato. O goleiro Juninho (ex-Mogi) e o zagueiro Igor João (ex-Remo) devem estar regularizados no Bira da Ferj.

“Ainda tem gente não dando o braço a torcer que 30 dias foi o tempo ideal de preparação para essa fase. Estamos crescendo a cada dia. O Josué (Teixeira, técnico do time) é muito estudioso. O padrão tático do Macaé é diferenciado. O jogador que acreditar, e se aplicar, tem o caminho aberto para grandes atuações”, declarou Guilherme Kroll, gerente de futebol, que é oriundo do basquete (aonde atingiu a Calçada da Fama do Flamengo e dirigiu a Seleção Brasileira de Base por 4 anos). “No basquete, todos conhecem e reverenciam o sistema de triângulos do Phil Jackson. Essa tática levou o Chicago Bulls e o Michael Jordan à grandes conquistas. Estou vendo algo semelhante no futebol do Macaé Esporte. Temos 2 triângulos funcionando. Um em cada lado do campo. Fixo mesmo, temos a zaga, o primeiro volante, e o centroavante. Os demais se movimentam muito. Tenho convicção que vamos brilhar até o final do campeonato”.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

shop giay nuthoi trang f5Responsive WordPress Themenha cap 4 nong thongiay cao gotgiay nu 2015mau biet thu deptoc dephouse beautiful